RSol firma protocolos com associações de Coimbra

A plataforma RSoldidÁria, Rede Solidária de Advogados – RSol, dinamizada pela RSA, assinou dois protocolos para a prestação de serviços jurídicos gratuitos com a Atlas – Associação de Cooperação para o Desenvolvimento, a 20 de Junho de 2017, e com a Minha Gente – Associação de Solidariedade Social, a 22 de Junho de 2017.

Bruno Paulino Lopes e Rita Santos SIlva com Raquel Pina, ao centro, da Atlas

 

Ambas as associações estão sedeadas em Coimbra, tendo os protocolos sido firmados pela equipa da RSA – Coimbra, nomeadamente pela Advogada Rita Santos Silva e pelo Advogado Bruno Paulino Lopes.

 

A Atlas é uma organização Não Governamental para o desenvolvimento sob a forma de associação, que tem como finalidade o apoio e a cooperação para o desenvolvimento dos povos, das minorias étnicas ou de qualquer grupo desfavorecido, tanto em Portugal como no estrangeiro, mas com particular incidência nos países em vias de desenvolvimento. Esta associação está comprometida com o desafio da erradicação da pobreza e tem três grandes linhas de actuação: a cooperação para o desenvolvimento; a educação para o desenvolvimento e para a cidadania global; e o desenvolvimento local. Na assinatura do protocolo, esta entidade esteve representada pela vice-Presidente Raquel Pina.

Bruno Paulino Lopes e Rita Santos Silva com Elisabete Pitarma, ao centro, da Minha Gente

Por seu lado, a associação Minha Gente tem como missão a integração da população mais frágil na sociedade através da promoção da sua independência, autonomia e bem-estar. Os três grandes objetivos, que se complementam, são: lutar contra o desperdício alimentar na área da restauração/panificação/pastelaria/supermercados/outros; suprir as necessidades básicas mais imediatas das pessoas e famílias em situação de carência extrema, nomeadamente famílias com crianças em idade escolar, em que um ou ambos os pais estão desempregados, agregados familiares com baixos rendimentos, situações de doença, idosos e vítimas de violência doméstica; e promover a sua integração na sociedade via capacitação para a empregabilidade ou voluntariado. Na assinatura do protocolo, esta entidade esteve representada pela Presidente Elisabete Pitarma.

 

Com a assinatura destes dois protocolos, são já cinco as entidades às quais a equipa de Advogados da RSA, através da RSol, presta serviços jurídicos pro bono. O primeiro foi assinado com a APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o segundo com a Abraço – Associação de Apoio a Pessoas com VIH/Sida e o terceiro com a Orientar – – Associação de Intervenção para a Mudança. Há ainda outros protocolos pro bono assinados com outras entidades que são anteriores à RSol, que nasceu no final do ano passado, e que se mantêm.

 

A criação desta plataforma foi ao encontro das preocupações dos profissionais que integram a RSA, que acreditam numa função social da Advocacia e que desta forma pretendem colocar ao serviço da Comunidade as suas capacidades e talento.

 

Mais informações aqui.

Arquivo